Por: neogold

17.10.2017

CATEGORIA: Desempenho físico

Como amenizar as dores pós-treino com magnésio

Você sabia que é possível amenizar as dores pós-treino com magnésio? Praticar exercícios físicos como musculação, esportes ou dança, por exemplo, é fundamental para mantermos o nosso corpo e nossa mente sã. Se você ficou parado por algum tempo e voltou a praticar atividade física recentemente ou já pratica, mas fez alguma alteração em sua rotina de treinos, sabe exatamente o que costuma a acontecer cerca de 24 horas a 48 horas após o treino, não é? Sim, as dores musculares.

Aquela dificuldade de subir escadas, sensação de queimação nos músculos e às vezes até dificuldades de respiração, são sintomas percebidos por quem pegou pesado no treino anterior. Embora este processo seja considerado até certo ponto normal é possível amenizar dores pós-treino e, neste artigo, falaremos sobre algumas dicas importantes de como amenizar as dores pós-treino com magnésio.

 

O Magnésio pode ajudar a diminuir as dores pós-treino

O que causa a dor pós-treino?

Antes de falarmos da solução, vamos nos familiarizar um pouco mais com o problema. Você sabe exatamente o que causa essas dores? Até que ponto podem ser consideradas parte da adaptação física? Quando demonstram excesso de treino ou problemas na recuperação muscular?

Durante muito tempo, acreditou-se que as dores musculares pós-treino fossem causadas pelo aumento da produção do ácido lático nos músculos. No entanto, recentemente, esta tese foi refutada, com a descoberta de que o ácido lático trabalha como um combustível para o seu músculo. Ele é responsável por aquela sensação de queimação que você sente durante o exercício, porém é rapidamente eliminado do seu organismo, sendo assim não pode ser o responsável por dores que ocorrem após 24 horas do exercício.

Essas dores são causadas por diversas micro lesões que ocorrem em seu músculo após uma atividade física de alto rendimento. Isso mesmo, o processo de fortalecimento do músculo acontece na seguinte ordem: lesão, alimentação, descanso, recuperação, novo estímulo, nova lesão… E o ciclo recomeça.

Importância da recuperação

Como descrito no processo acima, tão importante como o estímulo do músculo é a capacidade de regeneração dele. Sem que todo este processo seja respeitado os resultados não serão eficientes e o risco de lesões mais sérias é potencializado.

Então temos ai duas etapas relevantes no processo de recuperação: a alimentação adequada e o descanso.

Descanso

Ter uma boa noite de sono é fundamental para a recuperação muscular. O descanso não se restringe somente ao sono, mas também ao grupo muscular. O recomendado é que um período de 48h de repouso para cada grupo muscular trabalhado seja respeitado. Ou seja, se você trabalha o grupo de músculos inferiores na segunda-feira, deverá voltar a exercitá-los somente na quarta-feira. Pois neste período de 48h haverá a recuperação das fibras musculares rompidas no exercício anterior.

Alimentação

Especialistas indicam que a reposição energética deve ser feita em até uma hora após o treino! Pois este é o momento onde o corpo tem mais necessidade então está mais apto a absorver nutrientes. É importante repor os carboidratos, proteínas e minerais que são consumidos durante o treino. Sem a reposição correta destes nutrientes o músculo poderá entrar em processo de fadiga! Podendo ocorrer lesões frequentes que o impeçam de continuar treinando.

Amenizando as dores pós-treino

Agora que já falamos sobre a importância do exercício físico e da recuperação muscular, vamos ao assunto principal deste artigo: como reduzir as dores pós-treino?

O Magnésio pode ajudar a amenizar as dores pós-treino
Créditos: Freepik

Evite os analgésicos

Sim, é natural que eles sejam o primeiro socorro para o qual recorremos! Mas será que em longo prazo essa atitude vai garantir uma vida saudável? O mercado de medicamentos oferece muitas opções para dores musculares. Porém o mais importante é lembrar que o uso contínuo destes medicamentos pode causar danos à mucosa intestinal e desenvolver problemas de absorção de nutrientes pelo organismo. Portanto, prefira o consumo direto de proteínas e minerais que vão garantir a saúde e força para os seus músculos. Dentre as substâncias que podem agir naturalmente em seu organismo, vamos destacar uma em especial. Ela não é badalada como outras no mercado fitness, mas tem inúmeras qualidades e benefícios para a saúde humana: O magnésio.

O Magnésio

Magnésio é um composto mineral de grande importância para o nosso organismo, pois auxilia na produção de substâncias que atuam em nosso metabolismo e na absorção de nutrientes.

Como amenizar as dores pós-treino com magnésio?

O magnésio auxilia na absorção do cálcio, que por sua vez, ajuda a acalmar os músculos quando estão doloridos, o que automaticamente ameniza dores. A questão é que o consumo deste mineral também traz diversos outros benefícios que estão diretamente ligados ao relaxamento e eficiência muscular nos treinos. Vamos citar alguns exemplos de como o magnésio pode revolucionar e revitalizar o seu organismo:

  • Aumento da Testosterona

A testosterona tem relação direta com a nossa capacidade muscular. Quanto mais testosterona nosso organismo produz, maior é o nosso potencial de ganho de massa magra. Esse hormônio também tem função na recuperação muscular o que faz com que as micro lesões musculares causadas pelo exercício físico sejam mais rapidamente cicatrizadas, e assim reduza as dores pós-treino. Estudos indicam que a ingestão de magnésio aumenta em até 26% a produção deste hormônio. O número, apesar de impressionante, nada mais é que o nível normal de pessoas que não possuem deficiência deste mineral. Ou seja, ao ingerir quantidades insuficientes de magnésio, seu corpo passa a produzir menos testosterona que o normal.

Você deve se recordar que já falamos neste artigo sobre a importância do repouso adequado para a recuperação muscular e consequentemente a diminuição dos efeitos das dores pós-treino. Pois este é mais um item onde o magnésio pode ajudar o seu organismo. Ele possui efeito calmante no sistema nervoso, o que melhora a qualidade do sono.

  • Favorece a síntese proteica

O consumo de magnésio na quantidade recomendada favorece a síntese de proteína, que nada mais é a transformação da proteína digerida através dos alimentos em massa muscular. Mais uma vez o mineral atua de forma importante para amenizar dores, pois ao favorecer a criação da massa muscular, ele faz com o que o processo de recuperação seja mais rápido e assim reduza as dores pós-treino.

Como ingerir magnésio?

Agora que você conhece as maravilhas que o magnésio pode fazer no seu corpo, certamente está se perguntando como pode ingerir a quantidade ideal deste mineral e onde encontra-lo. Bem, o magnésio pode ser encontrado em diversos alimentos, entre eles algumas frutas, sementes e nozes. Porém, como o solo brasileiro não oferece grandes quantidades desse mineral, os alimentos produzidos aqui possuem baixa quantidade de magnésio, em níveis insuficientes para consumo diário adequado.

A quantidade ideal de magnésio a ser ingerida pelo nosso corpo deve ser receitada por um médico ou nutricionista, e será verificada através de pesquisa sobre os hábitos alimentares da pessoa. Devido à carência desse mineral na nossa alimentação, é muito comum a constatação de deficiência de magnésio no organismo.

Para resolver esse problema existem no mercado alguns tipos de suplementos de magnésio indicados. Os mais utilizados são o cloreto de magnésio e o magnésio dimalato, com a quantidade ideal diária a ser absorvida pelo organismo.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *