Por: neogold

01.06.2018

CATEGORIA: Desempenho físico,Mais Qualidade de vida

Conheça a fadiga muscular e como preveni-la

Conheça a fadiga muscular e como preveni-la: Se você está em busca de mais qualidade de vida ou de melhorar o seu rendimento físico, é fundamental que você conheça a fadiga muscular e aprenda mais sobre esse problema que afeta milhares de pessoas, sendo considerada, inclusive, um dos principais distúrbios ocupacionais hoje em dia.

Ele pode ocorrer em diferentes momentos da vida, principalmente se você estava em um estado de sedentarismo e resolveu se tornar mais ativo.

Além de afetar o seu desempenho em atividades físicas, a fadiga muscular também prejudica o seu dia a dia e a sua saúde.

Continue lendo esse post e descubra:

  • O que é fadiga muscular;
  • Quais fatores geram a fadiga muscular;
  • Principais causas desse problema de saúde;
  • Como prevenir a fadiga muscular.

Confira!

O que é fadiga muscular

Antes de falar sobre os fatores que geram esse tipo de distúrbio, é fundamental que você saiba o que é fadiga muscular. Ela é caracteriza por um cansaço físico extremo, desencadeado por extensos períodos de atividade física.

Geralmente, esse problema acontece porque os seus músculos não estão habituados a exercerem tanto esforço. Pode ser uma simples caminhada, ou então uma atividade mais intensa.

A verdade é que, se o seu corpo não estiver preparado fisicamente para esse tipo de esforço, consequentemente, a fadiga muscular irá aparecer.

 Conheça a fadiga muscular e como preveni-la

Quais os fatores que geram a fadiga

Antes de mais nada é preciso deixar claro que não existe apenas um agente responsável pela fadiga muscular.

Na verdade, são quatro fatores que acabam sendo responsáveis pela geração desse cansaço extremo. São eles:

  • Junção neuromuscular

A junção neuromuscular é o local onde as células musculares, que são responsáveis pelo movimento, recebem os sinais do nervo periferico. Dentro dessa junção, existem várias substâncias que são as responsáveis por fazer a intermediação dos impulsos nervosos do cérebro para o músculo.

  • Sistema muscular

É o sistema no qual se encontram os músculos. Esses tecidos são responsáveis pela execução de movimentos, bem como o deslocamento de substâncias através do nosso organismo.

  • Sistema nervosos central

É o sistema responsável por comandar todas as atividades voluntárias dos nossos músculos. É ele que dá o comando para que cada tecido e junção realize a sua ação.

  • Sistema nervoso periférico

Por sua vez, o Sistema nervoso periférico é responsável por transmitir os impulsos nervosos, e, também controlar a sensibilidade deles. E ele que impede que a atividade muscular seja interrompida de forma drástica, comprometendo o músculo.

Esses são os principais fatores que acabam gerando a fadiga muscular. Quando um desses agentes não funciona de maneira correta, todo o músculo acaba sendo afetado, gerando a sensação de cansaço extremo, e até mesmo lesões.

 

Causas da fadiga muscular

Para que você conheça a fadiga muscular a fundo, também é muito importante que você saiba quais são as principais causas que geram esse tipo de problema. Vários fatores podem desencadear o distúrbio. Entretanto, os principais são:

  1. Deficiência de minerais

A deficiência de minerais é uma das principais causas que gera esse tipo de problema. O magnésio e fadiga muscular, por exemplo, são dois elementos diretamente associados.

Isso porque, o mineral é responsável por uma série de funções do nosso organismo, incluindo a de contração celular, que é imprescindível para que não haja o cansaço excessivo do músculo.

Além disso, a substância também é fundamental para que haja a reconstrução muscular. Esse é o processo responsável por reconstruir os músculos depois de atividades com desgaste excessivo.

  1. Anemia

Para que os músculos funcionem de maneira plena, elas precisam de oxigenação. Quando o corpo está com anemia, ele não consegue transportar o oxigênio através do organismo, o que prejudica a saúde muscular.

Quando você está com anemia, o número de células vermelhas acaba caindo. São elas as responsáveis por transportar o oxigênio.

  1. Distúrbios cardíacos

Vários distúrbios cardíacos também podem provocar a fadiga muscular. Essas doenças tendem a diminuir o nível de oxigênio do sangue, o que, como pode ser visto acima, acaba prejudicando os músculos.

  1. Distúrbios renais

Os rins são órgãos fundamentais para a manutenção da saúde muscular. São eles que fazem a regulação de substância do corpo. Quando eles não funcionam de forma plena, podem causar um desequilibro no nível de minerais, o que gera o cansaço muscular.

  1. Diabetes

A diabetes também é apontada como uma das principais causas da fadiga muscular. Isso porque, essa doença eleva os níveis de açúcar do sangue, o que acaba prejudicando a sensibilidade dos nervos.

Consequentemente, o sistema nervoso e todos os componentes ligados a ele não conseguem funcionar de maneira plena.

 

Como prevenir a fadiga muscular

O magnésio é um das maneiras mais eficientes para saber como acabar com a fadiga muscular.

Consumir essa substância diariamente, juntamente com a prática de exercícios físicos de forma moderada, é a melhor forma de prevenir o surgimento desse tipo de distúrbio, bem como melhorar o seu rendimento. Aproveite para ler também o nosso post 05 dicas de como melhorar seu condicionamento físico.

Isso porque, o mineral ajuda na reconstrução e contração muscular, o que é indispensável para o fortalecimento dos músculos e aumento do rendimento.

Para que você consiga a quantidade mínima diária de mineral é muito importante que você tenha alguns hábitos saudáveis, entre eles:

  1. Alimentação saudável

É fundamental que você tenha um cardápio balanceado. É através do consumo de verduras, legumes e frutas que você consegue ingerir boa parte do magnésio que você necessita diariamente.

Mais do que isso, é com uma alimentação saudável que você consegue consumir outros minerais e outros nutrientes importantes para o seu organismo.

  1. Acompanhamento de um profissional

Se você resolveu deixar o sedentarismo de lado, ou, está investindo em treinos de alto rendimento, também é importante ter o acompanhamento de um profissional. Apenas ele poderá analisar suas necessidades e limitações, e indicar os exercícios mais adequados.

  1. Suplementação

A suplementação de magnésio também é essencial. Dificilmente você conseguirá a quantidade de mineral adequada apenas com uma alimentação saudável. Logo, é necessário complementar esse consumo com um suplemento.

Todas essas dicas e informações irão fazer com que você conheça a fadiga muscular mais a fundo, e assim, possa se prevenir e combate-la, usando o magnésio ao seu favor.

Gostou dessas informações? Então aproveite para conferir também o post Como amenizar as dores pós-treino com Magnésio.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *